Rádio JOVEM PAN

91,7. Jovem Pan Itapeva

Ouvir

Citando Beyoncé e Kanye West, Cleo diz se inspirar em artistas "transgressores"

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Cleo participa do Pânico; veja fotos

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Fonte: Jovem Pan

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Fonte: Jovem Pan

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Fonte: Jovem Pan

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Fonte: Jovem Pan

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Fonte: Jovem Pan

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Fonte: Jovem Pan

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira
Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira
Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira
Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira
Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira
Atriz e cantora falou sobre os próximos planos da carreira

Assim que lançou seu primeiro EP para estrear a carreira na música, Cleo começou a receber mais uma leva de suas já familiares críticas. O problema é que muitas delas não vieram pelo trabalho em si, mas, somo sempre, pelo seu comportamento espontâneo e irreverente. Em entrevista ao Pânico nesta quarta-feira (13), a atriz e cantora contou que, mesmo se considerando uma pessoa "insegura", não costuma se importar com essas mensagens. Pelo contrário. Acredita que os artistas mais interessantes são exatamente aqueles que chacoalham a sociedade por adotarem posturas vanguardistas e transgressoras.

"Esses são os que mais me interessam. Nem sempre são os que acertam, talvez não sejam os mais populares, mas são os que mais me interessam. E tem várias formas de fazer isso. A Beyoncé fez com o feminismo e a sensualidade, o Kanye West fez com o pensamento livre e o hip hop mais versátil. Existem muitos que fazem (...). O f*** de ser vanguardista é que ele não ganha crédito, fica como louco e depois todo mundo começa a imitar", disse.

"O fato de eu ser inicialmente atriz me coloca em uma caixa de 'atriz da Globo'. Aí tem um formato. Se você não se vestir, pensar e agir dentro dessa determinada forma, ninguém sabe o que fazer com você. Sou atriz porque sou artista, quero me expressar! Isso deveria ser apreciado. Deveriam falar 'olha que legal o processo dela' e não 'olha, ela está errando'. Claro que estou errando, quero experimentar, inventar moda", completou.

Intitulado Jungle Kid, seu EP possui cinco faixas: Jungle Kid, Impulses, Cloud, Bandida e Faz o Que Tem Que Fazer. Além disso, ela recentemente participou de algumas parcerias musicais, incluindo a recém-lançada Sozinha com Alice Caymmi. E nesse processo tem aprendido e se encantado cada vez mais pela nova profissão.

"Eu não fazia isso profissionalmente, só cantava no chuveiro. Amo ser atriz, esse trabalho foi me conquistando ao passo em que fui fazendo. Vi que ele me tornava uma pessoa melhor, além de me dar independência financeira. Mas a música era uma paixão mais essencial. Eu sonhava escondida. Com 2 anos de idade cantei Punk da Periferia, essa é uma lembrança da minha mãe. Então fiz aula de voz, aprendi a encaixar a voz na cabeça e no peito, comecei a me cuidar. Fico sem fumar, beber, tomar café. Essas coisas todas. E me sinto preenchida pela minha paixão", afirmou.

Só que a carreira nas telinhas não está nada parada. Cleo já está confirmada no elenco de O Tempo Não Para, próxima novela das 19h da TV Globo em que interpretará a antagonista e "quase vilã", segundo suas palavras, Betina. E, acredite se quiser, esse é mais um motivo para receber críticas. "Afinal de contas vai ser cantora ou atriz?", questionam os haters. "Ela não se decide?".

"Não me preocupo. Vou fazer novela agora, porque não posso fazer o que quero? Porque a pessoa vai me olhar torto? Caguei. A história da minha vida é gente me olhando torto. Na escola eu era a filha da Gloria Pires e do Fábio Jr. Era um item diferente. Sofria pequenos bullyings", contou.

"As pessoas me chamam de 'moderna'. Moderno é uma palavra engraçada. Nem o feminismo é moderno. É antiquado para caramba, no bom sentido, a mulher poder se posicionar como quer. Se quer ser 'bela, recatada e do lar', maravilha. É opção. Tem que decidir sem julgamento externo. A J-Lo tem dois filhos e está rebolando a bunda maravilhosa dela, ótimo! Pode ter outra mãe de família que não é assim, tudo certo. O importante é o diálogo antes de vomitar qualquer m****. Saem por aí com julgamento, dizem que eu 'mostro o peito por falta de pai'. Que gente chata. Você pode não gostar. O questionamento primeiro, para mim, é: quem perguntou? Segundo, se mesmo sem ninguém perguntar você quer se expressar, por que vai fazer isso de forma escrota?".

Todos os vídeos da entrevista estão no canal do programa no YouTube

Tags da Pan

Comentários